quinta-feira, 17 de junho de 2010

40 motivos para casar com um jornalista

InicioQuem sou euPortfólioSoluções em ComunicaçãoPé na EstradaVisite também…Fale comigo Quem é Gabriel Guedes?
Em: Blog do Gabriel| Cultura & Entretenimento

16 jun 2010 O título deste post é algo que só poderia ser fruto do meu ego. Mas não é bem assim.

Há tempos, desde que eu vim morar aqui no Rio Grande do Sul, sou confundido com outro Gabriel Guedes. É, aqui existe um Gabriel Guedes e que não sou eu e não é jornalista. Ele é músico e toca na banda Pata de Elefante, uma das mais importantes da cena musical gaúcha, conhecida do público pelo seu rock instrumental.


Pata de Elefante, com Gabriel Guedes à direita, sem barba (foto Danilo Christidis/Divulgação)
Só fui saber desta história, um dia, em 2006 (se não me engano) quando a então colega de Jornal NH na época, a repórter Camila Rocha, me mandou um e-mail com um press release e um comentário assim: “Tu vai abrir o show do Santana (Carlos Santana, guitarrista)”. Eu achei aquilo estranho e fui lendo o resto do material. E aí que eu vi que havia um Gabriel Guedes, músico da Pata de Elefante, a banda que abriu o show do Santana em Porto Alegre, naquele ano.

Hoje, mais uma vez, terá show com os caras e, claro, com meu xará musical. A partir das 22 horas, a Pata de Elefante lançará oficialmente no Opinião, o álbum Na Cidade. No show, a banda tocará o novo álbum na íntegra, contando com a participação especial de músicos que participaram da gravação do disco, entre eles o tecladista Luciano Leães, o percussionista Marcelinho Rocha, o saxofonista Rodrigo Siervo e a banda Os Aventuras.

O disco Na Cidade mantém a identidade musical da banda, no entanto difere-se bastante do trabalho anterior (Um Olho no Fósforo, Outro na Fagulha, de 2006). O álbum, segundo os próprios músicos, é bastante urbano, trazendo as características da cidade transpostas em ondas sonoras. O resultado do trabalho pode ser conferido no site da banda www.patadeelefante.com.

Sobre a Pata
O Pata de Elefante é um trio que toca rock instrumental com ênfase nas melodias. A banda, formada por Gabriel Guedes, Daniel Mossmann e Gustavo Telles, surgiu em 2002 em Porto Alegre. No ano passado, a Pata ganhou o VMB 2009 na categoria Melhor Banda Instrumental e o Prêmio Dynamite na categoria instrumental. O disco Um Olho no Fósforo, Outro na Fagulha entrou na lista dos 25 discos do ano da revista Rolling Stone.

Serviço
Onde: Opinião (José do Patrocínio, 834, Cidade Baixa, Porto Alegre)
Quando: 16 de junho, quarta-feira, a partir das 22 horas
Ingressos: no local, por R$ 20,00
www.opiniao.com.br

Sem ComentáriosTags: banda, Gabriel Guedes, música, Pata de Elefante, Porto Alegre, rock, xaráUsando tweets incorporados
Em: Blog do Gabriel| Comunicação| Tecnologia

15 jun 2010 Quem já leu ou já ouviu falar de tweets incorporados?

Há uns três meses, mais ou menos, o Twitter anunciou que iria lançar a ferramenta para “embutir” os tweets em posts e sites, assim como é feito hoje com vídeos do YouTube, por exemplo.

Bom, o certo é que a ferramenta foi lançada e poucos ainda ficaram sabendo da existência ou de como utilizá-la. eu, por ignorância, talvez, só fui saber hoje, quando resolvi ler a coluna do Tutty Vasques no Estadão, que os tweets incorporados já estão valendo.

Claro, que isso, por enquanto, não está tão óbvio quanto no YouTube, que logo abaixo dos vídeos já mostra a opção para incorporar. No Twitter esta ferramenta se chama Blackbird Pie e ela pode ser acessada em http://media.twitter.com/blackbird-pie/. Lá você cola a URL do tweet e recebe o código para colar em seu blog.

O legal desta ferramenta é que permite selecionar tweets, individualmente, para acompanhar artigos. Por exemplo, você escreve algo polêmico sobre a Copa do Mundo e gostaria de destacar algumas repercussões em seu blog. Basta escolher o tweet que você gostou e incorporá-lo.

Fica assim o resultado

Que sacanagem... RT @kibeloco: Vocu00eas repararam que o uniforme do Paraguai u00e9 "Hadidas"? #copa
14 de June de 2010 18:45 via web
gabrielzguedes
Gabriel Zanin Guedes
Onde acho a URL?
Esta parte deveria ser mais fácil. Como os tweets postados ficam tudo numa página e não existe a opção de vê-los individualmente (como num single post de um blog), você terá que ver o código fonte da página do Twitter com teu tweet e de lá, retirar o um link parecido com esse:

Fazendo uma correção neste post, é sim, fácil. Na página do Twitter, abaixo do tweet que você deseja incorporar, há a data da postagem. No seu navegador, basta selecionar a data e apertar o botão em que aparece o menu (no meu caso, botão direito do mouse) e copiar o link.



O que será copiado deverá ser um link como este aí de baixo:

http://twitter.com/gabrielzguedes/status/16168240335

Porque, na verdade, cada tuitada nossa gera um link como esse aí de cima.

Ah, o Wordpress
Quem, assim como eu, utiliza o Wordpress como blog ou CMS, talvez necessite de um plugin para exibir corretamente os tweets incorporados. Baixe o Twitter Blackbird Pie Wordpress Plugin e, na sequência, instale. Aí basta colar um pequeno código em seu post com a URL do seu tweet e pronto. Aparecerá o post incorporado. Igual ao visto acima.

Com este post, espero esclarecer e divulgar o uso desta ferramenta muito bacana. E claro, que o Twitter facilite um pouco mais o acesso a ela.

Sem ComentáriosTags: Blog do Gabriel, CMS, embutido, incorporado, internet, tuitada, tweet, Twitter, WordpressRazões para se casar com um jornalista
Em: Blog do Gabriel| Cotidiano

12 jun 2010 Dia 12 de junho, Dia dos Namorados, e eu aqui, exercendo meu nobre ofício de jornalista. A situação só não é mais complicada porque minha namorada, a Simone, também está trabalhando. Ela é técnica em enfermagem em um hospital em São Leopoldo. O bom é que combinamos muito nisso, mas cada um com seus horários “malucos”. E no final, a Moni nem acha tão ruim assim, eu ser um jornalista (isso significa quase a mesma coisa que dizer que você não tem final de semana). No entanto, isso é mais folclórico entre colegas da comunicação.

Em fevereiro, pelo Twitter, soube que estava rolando uma lista com “40 motivos para se casar com um jornalista”. Quem elaborou, eu não sei, mas o certo é que sabe que jornalistas, “no fundo”, são boas pessoas. Confira as razões abaixo:

1 – Jornalista geralmente é criativo, ele vai surpreender você quando menos
esperar;
2 – São curiosos e antenados, você sempre ficará por dentro de tudo que
acontece;
3 – Eles não ganham bem, mas isso é bom porque vocês podem aprender a
economizar dinheiro;
4 – No Natal, Ano Novo, Carnaval. eles provavelmente estarão na redação.
Mas, pense pelo lado positivo: antes trabalhando do que vagabundando;
5 – E outra! Trabalhando muito, eles não têm tempo de se interessar por
outra pessoa;
6 – Eles não são bons de matemática, mal sabem somar e subtrair; mas, para
que saber isso se são os mestres da escrita?;
7 – Acostumados com pautas, são bem organizados e planejam bem as coisas
antes de fazê-las;
8 – Como é fissurado por fontes, quando você tiver uma ótima idéia, não vai
dizer aos amigos que foi coisa da cabeça dele. Dará todas as honras para
você!;
9 – Como vivem numa rotina corrida, não tem muito tempo para opinar nas
coisas da casa. O que você fizer, ele vai achar lindo;
10 – Tudo é um grande brainstorm (tempestade de ideias). Monotonia não vai
entrar na sua casa!;
11 – Quando vocês brigarem, ele não vai achar que a opinião dele é a melhor.
Tem que ouvir todos os lados de um fato, ele saberá analisar a situação!;
12 – Em coberturas de grandes eventos, você poderá entrar de gaiato. Cada
final de semana em um lugar diferente: jogos de futebol, avenida de escola
de samba, lançamento de livros.;
13 – Mantêm revistas e jornais no banheiro. Você nunca ficará olhando para o
vácuo enquanto faz suas necessidades fisiológicas. Ganhará conhecimento!;
14 – Idolatram pessoas totalmente desconhecidas (o seu Zé, a Dona Maria, o
Juquinha.) Todos com ótimas histórias de vida que vocês podem usar no
cotidiano também para se tornarem pessoas melhores!;
15 – Não vai faltar café na sua casa. Café e jornalista são praticamente
sinônimos;
16 – Ele pode escrever os votos matrimoniais da sua irmã, criar o conteúdo
do site de negócios do seu pai, ensinar sua mãe a tirar fotos das amigas nos
eventos do bairro. Ele aprende de tudo um pouco e gosta de compartilhar!;
17 – Tudo para o jornalista tem uma explicação. Eles nunca vão se contentar
com a primeira versão de um fato. Você sempre terá uma resposta, mesmo que
demore;
18 – São ótimos investigadores. Se alguém no trabalho passar a perna em
você, rapidinho ele descobre quem é!;
19 – Como trabalham muito, não tem tempo para beber demais, fumar, se
envolver com drogas. Você terá um companheiro saudável!;
20 – Tá bom, vai. eles não costumam comer coisas muito saudáveis. Mas se
você for legal e fazer comida para ele levar ao trabalho, isso se resolve
rapidinho, não é? =);
21 – Suas viagens nunca serão monótonas! Se acontecer qualquer movimento
estranho, ele vai logo querer saber o que é e infiltrará você junto para
desvendar o problema;
22 – Amam roupas leves e simples no dia a dia. Você não vai gastar muito
dinheiro com isso;
23 – Mas também sabem se arrumar bonitinhos para os eventos. Você terá um
parceiro que sabe ser simples, mas também sabe arrasar. Tudo vai depender da
ocasião;
24 – A agenda é o seu melhor amigo. Mas, não fique com ciúmes! Pense pelo
lado positivo, nunca vai esquecer nenhuma data importante, porque tudo fica
rigorosamente descrito lá;
25 – Eles não ficam irritados com “nãos”, afinal, estão acostumados com
assessorias de imprensa que não querem divulgar os bafões. Você não terá um
companheiro irritado, mas, em compensação ele não vai desistir até conseguir
o que quer. Mas só de não se grosso já vale, não é!?;
26 – Como são antenados, também sempre ficam sabendo das novidades
tecnológicas primeiro. Às vezes, até ganham de presente para testar a
ferramenta. Você terá tudo em primeira mão na sua casa;
27 – Eles não se importam com calor, chuva, trovões. afinal, precisam estar
onde a notícia está! Você poderá ir na praia com 50 graus tranqüila ou
aquela viagem dos sonhos pode se tornar um pesadelo no caos de São Paulo que
ele não vai blasfemar. Ainda vai dar risada da situação;
28 – Acham que podem salvar o mundo com uma matéria. Olha que
sensibilidade!;
29 – Eles sempre sabem tudo todo o tempo;
30 – Gostam de música para acalmar;
31 – Leem livros raros, histórias para crianças e semiótica. Seus filhos
serão super dotados se depender dele;
32 – Sua vida social é infinitamente grande. Você nunca poderá reclamar que
não conhece gente nova;
33 – Eles estão acostumados com coisas chatas e sabem contorná-las muito
bem. O casamento nunca vai virar algo monótono;
34 – Eles gostam de camisas com estampas de alguma brincadeira sobre algo
atual. Suas amigas vão ficar com inveja do seu companheiro inteligente;
35 – Eles sempre têm uma opinião sobre qualquer coisa na face da Terra.
Durante uma conversa entre amigos, vocês nunca ficarão apagados;
36 – A maioria gosta de virar psicólogo, técnico de futebol e médico às
vezes. Você terá um companheiro mil e uma utilidades;
37 – Por causa da profissão, são forçados a aprender mais de um idioma. Você
vai ouvir “Eu te amo” em, pelo menos, umas três línguas diferentes;
38 – A primeira coisa que seu filho vai aprender é que a informação é a alma
do negócio. Com dois anos, sua fofurinha vai saber o que é aquecimento
global, mercado financeiro e já saberá criticar políticos;
39 – Gostam de mudar de cidade, estado e até de país. Você conhecerá muitos
lugares!;
40 – Assistem documentários e vão a museus o tempo todo, não importa o que
seja. Ô cultura!

Autor Desconhecido

domingo, 13 de junho de 2010

Ótimo Texto: Desça do Ônibus

Recebi no email e repasso...

IMPORTANTE PARA REFLETIRMOS :

Desça do ônibus
Para quem não sabe, semanas atrás os jogadores do Santos foram convidados a ir a um hospital em que são tratadas crianças portadoras de deficiências mentais. Já na porta do hospital, alguns jogadores ficaram sabendo que ele está ligado a entidades espíritas e, imediatamente, se recusaram a entrar no hospital, sob a alegação de que sua religião, não declarada no momento, mas presumivelmente evangélica, os proíbe de contatos com o espiritismo. Recusaram-se, assim, a manter contato com as crianças doentes. Outros jogadores entraram no hospital e cumpriram a tarefa para a qual haviam se deslocado até ali. Criticado, como os demais do grupo resistente, Robinho exigiu:
"- É preciso que respeitem a religião da gente".
Texto sobre o episódio envolvendo os jogadores do Santos numa visita ao Lar Espírita Mensageiros da Luz, que cuida de crianças com deficiência cerebral, para entregar ovos de Páscoa. Uma parte dos atletas, entre eles, Robinho, Neymar, Ganso e Fabio Costa, se recusaram a entrar na entidade e preferiram ficar dentro do ônibus do clube, sob a alegação que são evangélicos.

Ed René Kivitz, Pastor evangélico e santista desde pequenino, faz as seguintes poderações:
Os meninos da Vila pisaram na bola. Mas prefiro sair em sua defesa. Eles não erraram sozinhos. Fizeram a cabeça deles. O mundo religioso é mestre em fazer a cabeça dos outros. Por isso cada vez mais me convenço que o Cristianismo implica a superação da religião, e cada vez mais me dedico a pensar nas categorias da espiritualidade, em detrimento das categorias da religião.
A religião está baseada nos ritos, dogmas e credos, tabus e códigos morais de cada tradição de fé. A espiritualidade está fundamentada nos conteúdos universais Bíblia e de cada uma das tradições de fé.
Quando você começa a discutir quem vai para céu e quem vai para o inferno, ou se Deus é a favor ou contra à prática do homossexualismo,ou mesmo se você tem que subir uma escada de joelhos ou dar o dízimo na igreja para alcançar o favor de Deus, você está discutindo religião.
Quando você começa a discutir se o correto é a reencarnação ou a ressurreição, a teoria de Darwin ou a narrativa do Gênesis, e se o livro certo é a Bíblia ou o Corão, você está discutindo religião.
Quando você fica perguntando se a instituição social é espírita kardecista, evangélica, ou católica, você está discutindo religião.
O problema é que toda vez que você discute religião você afasta as pessoas umas das outras, promove o sectarismo e a intolerância.
A religião coloca de um lado os adoradores de Allá, de outro os adoradores de Yahweh, e de outro os adoradores de Jesus. Isso sem falar nos adoradores de Shiva, de Krishna e devotos do Buda, e por aí vai.
E cada grupo de adoradores deseja a extinção dos outros, ou pela conversão à sua religião, o que faz com que os outros deixem de existir enquanto outros e se tornem iguais a nós, ou pelo extermínio através do assassinato em nome de Deus , ou melhor, em nome de um deus, com d minúsculo, isto é, um ídolo que pretende se passar por Deus.
Mas quando você concentra sua atenção e ação, sua práxis, em valores como reconciliação, perdão, misericórdia, compaixão, solidariedade, amor e caridade, você está no horizonte da espiritualidade, comum a todas as tradições religiosas. E quando você está com o coração cheio de espiritualidade, e não de religião, você promove a justiça e a paz.
Os valores espirituais agregam pessoas, aproxima os diferentes, fazem com que os discordantes no mundo das crenças se dêem as mãos no mundo da busca de superação do sofrimento humano, que a todos nós humilha e iguala, independentemente de raça, gênero, e inclusive religião.
Em síntese, quando você vive no mundo da religião, você fica no ônibus. Quando você vive no mundo da espiritualidade que a sua religião ensina – ou pelo menos deveria ensinar - você desce do ônibus e dá um ovo de páscoa para uma criança que sofre a tragédia e miséria de uma paralisia mental.

sábado, 5 de junho de 2010

Vídeo da Imigração pomerana no Espírito Santo



Produzido por Martin Boldt o vídeo mostra os pomeranos em uma fase de desenvolvimento mais avançada, diferente da situação sofrida enfrentada no Sul do Estado do Rio Grande do Sul, São Lourenço do Sul e Canguçu por exemplo, onde relatos dão conta que depois de três anos nestas terras colheram as primeiras batatas o que foi motivo de festa.
Aqui foram jogados a própria sorte vendidos por um mercador que enriqueceu vendendo os pomeranos.
Mas o vídeo contribuí como fator histórico e de conecimento. Assista!!