sábado, 19 de fevereiro de 2011

Jornalistas tiveram papel fundamental na Legalidade, diz Villaverde


Ao receber o presidente do Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Rio Grande do Sul, José Nunes, na manhã desta quinta-feira (17), em sua sala, o presidente do Parlamento, Adão Villaverde (PT), destacou a importância da contribuição dos meios de comunicação durante o Movimento da Legalidade, no final de agosto e início de setembro de 1961. "Em uma época que os mais jovens nem imaginam que existiu, sem Internet, TV e celular, o governador Leonel Brizola mobilizou o Estado e o país com uma cadeia de emissoras de rádio e os jornais impressos que apoiavam a democracia", ressaltou o deputado
Nunes informou que a passagem dos 50 anos do movimento - que terá sessão solene no dia 24 de agosto na Assembleia - é o motivador ideal para a criação do Instituto de Cultura e Memória do Jornalismo Gaúcho, a exemplo do que promoveu o Sindicato do Município do Rio de Janeiro com o recente centro de história voltado para o resgate do papel da imprensa durante o golpe ditatorial de 1964. "Aqui tivemos, na Legalidade, a produção de um capítulo muito importante do Jornalismo gaúcho em defesa da Constituição e do Estado Democrático do Direito, que temos a obrigação de preservar", acentuou.

Nunes também solicitou ao presidente a observância da exigência do diploma para jornalistas da Assembleia obedecendo a lei 13.462/2010 originada em projeto do ex-deputado Sandro Boka, o enquadramento dos jornalistas como profissionais da sua área e não como técnicos parlamentares e propôs que jornalistas aprovados em concursos públicos para a área da Comunicação Social sejam comprometidos legalmente a permanecer no setor, sem desviar de função. Ainda pediu o apoio do Parlamento para aprovar o projeto que o Executivo deve encaminhar à Assembleia brevemente criando o Conselho Estadual de Comunicação.
* André Pereira, Ag AL - Foto Mauro Couto

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Sua opinião sobre os textos e fatos divulgados no blog são muito importantes, por isso, serão analisadas e posteriormente, se estiverem de acordo com os temas, liberadas.
Forte abraço!!!