quarta-feira, 27 de abril de 2011

CÂMARA MUNICIPAL DE VEREADORES PREPARA VIII SEMANA LEGISLATIVA

Nesta segunda feira (25), esteve no Prog. Encontro com a Imprensa, o Diretor de Comunicações da Casa Augusto Pinz, confirmando oficialmente a programação alusiva a VIII Semana Legislativa, que tem início no dia 1º de Maio, no calçadão em frente a Câmara Municipal de Vereadores ás 15 hs com mateada e apresentações de invernadas e a partir das 18hs, Show com Talentos da Terra, com transmissão da Rádio Cultura.

A programação segue até o dia 06 de maio e tem como novidade este ano a presença do Poder Legislativo em sala de aula e a inauguração da galeria 08 de março em homenagem as mulheres, com descerramento de fotografias de ex vereadoras e a Sessão Solene de entrega doTroféu Mulher Cidadã a mulheres que se destacaram na comunidade em quatro diferentes áreas.

Foto: Fonseca
VIII SEMANA LEGISLATIVA – 01 a 06 de maio de 2011

Talentos da Terra - Homenagem ao dia do trabalho

DIA 01/05/2011 - Domingo

Local: Calçadão- frente Câmara de Vereadores

15 horas: Mateada E Apresentação de invernadas

18 horas: Shows Talentos da Terra

DIA02/05/2011 - Segunda-Feira

Local: Sala das Sessões Joaquim de Deus Nunes

18 horas-INAUGURAÇÃO GALERIA 08 DE MARÇO – EX-VEREADORAS

19 horas -SESSÃO SOLENE: Entrega do Troféu Mulher Cidadã e Moções de Reconhecimento

Programa Legislativo na Sala

DIA 03/05/2011 Terça-Feira

8 horas E.M.E.F. Escola Dom Pedro II

Local: Rua Tenente Edgar Werli, 1208 - Vila Izabel

10 horas- E.M.E.F. Escola Irmã Maria Firmina Simon

Local: Rua Francisco Guilherme Braun, 30 - Vila Das Pinheiras

14 horasE.E.E.M. João de Deus Nunes

Local: Rua Firmina Moreira, 07 - Centro

Saúde e bem estar

DIA 04/05/2011 Quarta-Feira

Local: Calçadão- frente Câmara de Vereadores 10 horas

Estande da Emater,Unidade Móvel - PrefeituraBrinquedos,Exposição de Arte Plástica

DIA 05/05/2011 Quinta-Feira

Local: Sala das Sessões Joaquim de Deus Nunes

14 horas-Sessão especial

Palestra com Tribunal de contas

Tema: Principais Apontamentos do TCE nas Câmaras

Municipais e a nova Lei da Transparência.
Programa Legislativo na Sala

DIA 06/05/2011 Sexta-Feira

8horas:E.M.E.F. Carlos Soares

Local – Nova Gonçalves – 2° Distrito

10 horasE.M.E.F. Heitor Soares Ribeiro

Local – Florida – 2° Distrito

quinta-feira, 21 de abril de 2011

Uma bela foto...

Responsável pela CORSAN fala sobre a barragem em Canguçu-RS. Tá que nem o Mister M..um mistério sua face
Que me desculpem os amigos da Assessoria de Imprensa da Prefeitura, gosto muito dos dois aliás, mas essa fotinho...kkk...ta de matar né? a cara do ''homi" que é o mais importante ninguém vê..rssr...Mas tá bom...se um dia eu ver ele, e ele estiver de costas, o reconhecerei.

domingo, 17 de abril de 2011

Qual seu orixá protetor?

estava conversando com uma amiga que me deu importantes orientações sobre minha vida. Conversando via msn, a pessoa foi dizendo minhas caracteristicas sem nunca ter me visto. Não caracteristicas físicas, mas sim, psicológicas, meu jeito de ser, agir, pensar, meus medos, etc. Entre tantas coisas que me definiram de forma tão perfeita, ela disse que via em meu caminho muita proteção. Perguntei de quem era essa proteção e a resposta foi: Ogum.
Para quem não acredita nestas coisas pode ser que surjam mil e uma desculpas, que a pessoa falou coisas de maneira geral e foi me levando. Mas não foi isso. Talvez tenha sido a experiência mística mais interessante que já vivi na vida. Alguém que nunca me viu ou me conhece me definir de maneira tão plena.
Eu estava precisando ouvir algumas daquelas coisas. Estou em um momento de tantas barreiras na minha vida, tanta correria. Faculdade - tentando me formar no fim do ano, trabalho, insegurança de ter trabalho ou não no próximo ano, a garantia de um bom salário mas também a preocupação de muitas despesas, algumas dores no corpo sem explicação, entre outras coisas.
Mas ao saber que meus caminhos tem a segurança de Ogum, resolvi pesquisar sobre o orixá. E ví que o mesmo é senhor de batalhas, armas - que ele fazia suas próprias para a caça e guerra. Temos algumas caracaterísticas semelhantes, principalmente a que dizia que ele não perdoa as ofensas.
Comecei a lembrar que quando era pequeno uma senhora me disse que meu orixá era Oxalá. Em alguns sites (pesquisando no google) é confirmada esta informação pelo signo de Câncar. Em outros, apontou outros protetores. Por exemplo no site - http://www.orixas.com.br/index.php?option=com_jumi&fileid=3&Itemid=81 - que aponta como Oya (imagem acima) que é orisa de um rio, conhecido como níge. Orisa dos ventos, raios e tempestades, também guerreira, ágil e agitada como o próprio vento. Extrovertida e sensual como poucas. Senhora absoluta dos egúns, além de esposa predileta de xangô, divide com ele o domínio sobre as tempestades. Destemida, justiceira e guerreira, não teme a nada.
Independente de quem, ou o que, está olhando por mim lá em cima minha crença maior é em Deus. O "Papai do Céu", que desde sempre esteve e está do meu lado me ajudando e com seus anjos protetores combatendo os males que me aflingem e as vezes parecem tão difíceis. Aos meus orixás protetores, agradeço a todos pela prontidão, que vejo que cada dia ajudam mais. Afinal, tenho visto tantos problemas neste mundo, tanta ineja, maldade, e pela graça destes protetores tudo tem passado bem longe de mim.

Nome: Augusto Moreira Pinz

Data de Nascimento: 17/07/1983
Seu Orixá: Você nasceu num Domingo, dia do Orixá Oxalá.(acima)


Sobre o Orixá OXALÁ:


É o Orixá supremo, considerado o Pai de todos. Orixá, do equilíbrio, da fraternidade, da união. Senhor do branco, da pureza. É um orixá calmo, pacificador, associado á paz . Seus filhos são pessoas inteligentes e aprendem com muita facilidade, adapta-se facilmente a qualquer situação.



Características Positivas: participativos e criativos. Vaidosos, bonitos e elegantes. Trabalhadores e com muita força de vontade.



Características Negativas: Usam a falsidade como defesa, apressados, sarcásticos, mentirosos, fúteis, hipocondríacos, gostam de intrigas e fofocas; Lentos, meticulosos, reacionários e exclusivistas.



*************************************************************************



sexta-feira, 15 de abril de 2011

O que falta é interpretação

Agora estava aqui pensando com meus botões: Como as pessoas tm problemas de interpretação, não acham?
Na imprensa, isso é percebido rapidamente. De uma matéria jornalistica, algo que foi escrito em algum blog, ou uma simples carta para alguém ler. De preferência mais de uma pessoa ler o mesmo texto e veja como cada um tira uma conclusão diferente. É quem nem professor de português, de o mesmo texto para dois e os dois corrigem de forma bem diferente.
Tenho notado isso nos comentários do meu site - http://www.cangucuemfoco.com.br/ - onde os comentaristas anônimos, que se acham os donos da razão, comentam coisas totalmente diferentes do que é escrito nas matérias. Lógico, que na maioria das vezes estes comentários não são liberados para o ar, e els ficam furiosos com isso. Mas, o comentário é sobre algo "azul" e vão lá falarem sobre o "vermelho", não tem a menor chance de ser liberado.
Muitas vezes ânsias pessoais tomam lugar da sensatez. Sempre é bom ler e reler o mesmo texto antes de qualquer conclusão. Se tiver tempo leia, reflita e só depois leia novamente para ver se suas conclusões estão corretas e depois, daí sim, manifesta sua opinião dentro do tema.

terça-feira, 12 de abril de 2011

Funções na Televisão

Em uma redação de televisão, o trabalho é feito por uma equipe de profissionais, cada um com uma função específica. A nomenclatura e as atividades previstas são variáveis de emissora para emissora, em função de suas rotinas e a experiência do seu pessoal. Na seqüência (em ordem alfabética) pode-se observar algumas dessas atividades.
- Âncora: Trata-se da nova denominação dada ao apresentador do programa. A idéia é que o apresentador possa agir com mais liberdade e criatividade e em muitos casos passou a acumular esta atividade com a de editor-chefe (caso da Globo no Brasil) ou editor-executivo.
- Assistente/operador: é o responsável por operar ou auxiliar na operação dos equipamentos do telejornal, como áudio e iluminação, por exemplo.
- Assistente de estúdio: é quem faz a ligação entre o estúdio e a sala de controle. As informações são transmitidas a ele através de um ponto eletrônico. Ele vai passando os tempos do programa para o apresentador, como o que falta para começar ou acabar e o tempo de uma entrevista ao vivo.
- Chefe de reportagem: é a base operacional do telejornalismo. É ele quem faz as escalas de trabalho e determina as equipes que vão cobrir as pautas do dia. Monitora o trabalho dos repórteres.
- Câmera de estúdio: o cinegrafista de câmera de estúdio é o responsável por enquadrar os apresentadores e entrevistados – se for o caso – dentro do estúdio. O equipamento normalmente fica apoiado a um carrinho.
- Coordenador de jornal: é o responsável por toda a harmonia do telejornal, pelo bom andamento do trabalho. Ele confere as laudas e as distribui a todos os envolvidos no processo.
- Coordenador de vivo: é aquele que coordena a entrada ao vivo do repórter, indicando inclusive o momento em que o repórter vai entrar no ar. Fica em contato direto com o suíte master.
- Diretor executivo ou chefe de redação: acompanha o trabalho da chefia de reportagem, dos editores e dos repórteres. Responde às consultas imediatas sobre dúvidas editoriais.
- Diretor de TV: é ele quem faz os cortes na apresentação do telejornal, sempre guiado pelo script do programa. As imagens captadas pelas câmeras do estúdio ficam em vários monitores, e através deles o diretor de TV decide qual delas vai ao ar.
- Diretor responsável: é quem responde pelo jornalismo da emissora. É o canal entre o jornalismo e os outros departamentos da emissora. Normalmente é ele quem define orçamentos, contratações e promoções.
- Editor de arte: é o responsável pela criação da identidade visual das matérias, juntamente com o editor de texto e o repórter. Precisa conseguir expressar visualmente as informações que não foram captadas pela câmera.
- Editor de imagens: seleciona as imagens que se encaixam melhor no texto. Alinha a sequência de vídeo e áudio gravados, de acordo com os critérios da edição.
- Editor de texto: avalia as informações e as imagens trazidas pela equipe de reportagem e, juntamente com o repórter, dá formato ao texto final.
- Locutor de cabine: não aparece diante das câmeras. É o profissional que apenas grava os off’s para notas cobertas.
- Operador de áudio/ sonoplastia: é aquele que abre o som dos microfones e os modula para a exibição. O áudio do material gravado é modulado no momento da exibição e o áudio ao vivo é testado minutos antes do início.
- Operador de caracteres: opera a máquina que contém os textos do script. São créditos e outras informações que aparecem na tela, como endereços e telefones.
- Operador de VT: revisa as fitas e verifica a qualidade técnica de áudio e vídeo.
- Pauteiro: é o responsável por ir atrás das informações que podem se transformar em matérias telejornalísticas. Ele precisa ser curioso, ter faro pela notícia e, acima de tudo, boas fontes. Acompanha tudo através da leitura de periódicos, agenda, internet e contatos pessoais.
- Produtor: participa de todas as etapas da matéria. É aquele que produz a pauta, identifica os entrevistados, acompanha a equipe na hora da execução da pauta. Faz o trabalho de pesquisa, o que facilita a vida do repórter.
- Repórter: reúne as informações, realiza entrevistas e escreve o texto das reportagens. O tempo da reportagem é dito pelos editores, mas o repórter tem o dever de tentar negociar esse tempo, justamente por ter mais conhecimento do assunto.
- Supervisão de imagens/chefe de operações: é o responsável pela verificação dos equipamentos e fitas. Confere também as necessidades do jornalismo.

domingo, 3 de abril de 2011

Emissão de atestados de antecedentes criminais no site do Tudo Fácil

Para emissão do atestado de antecedentes criminais estaduais e federais, o cidadão poderá acessar o site do Tudo Fácil (http://www.tudofacil.rs.gov.br), através do link Documentos encontrará um formulário a ser preenchido com os dados pessoais para então emitir os atestados na hora.

DEIC/RS

DEIC - Departamento Estadual de Investigações Criminais

O Departamento Estadual de Investigações Criminais (DEIC) é um órgão de execução da Polícia Civil, com jurisdição em todo o território do Estado do Rio Grande do Sul.

Conforme o Decreto nº 41.050, 18 de setembro de 2001, o DEIC tem por finalidade coordenar, fiscalizar e executar as atividades de Polícia Judiciária e de Investigações no território do Estado do Rio Grande do Sul, na apuração de infrações penais decorrentes da ação de bandos ou quadrilhas, com atividade em mais de um município, região ou Estado, sem prejuízo da competência de outros órgãos policiais especializados.

Desde a época de sua criação até os dias de hoje este órgão passou por reestruturações. Atualmente o DEIC compreende:
I - Direção.

II - Divisão de Inteligência Policial e Análise Criminal-DIPAC:
a) Delegacia de Repressão aos Crimes Informáticos - DRCI.

III - Divisão Repressão de Crimes contra Vida e Capturas:
a) Delegacia de Homicídios e Desaparecidos - 1ª DHD;
b) Delegacia de Homicídios e Desaparecidos - 2ª DHD;
c) Delegacia de Capturas - DECAP.

IV - Divisão de Assessoramento Especial - DAE:
a) Delegacia de Pronto Atendimento - DPPA.
V) Divisão Repressão aos Crimes de Furto e Roubo de Veículos - DIFRV:

a) Delegacia de Roubo de Veículos - DRV.

VI) Divisão de Polícia de Proteção ao Patrimônio Coletivo:
a) Delegacia de Repressão aos Crimes Contra a Fazenda Estadual - DEFAZ;
b) Delegacia do Consumidor - DECON;
c) Delegacia de Repressão aos Crimes contra o Patrimônio e Serviços Delegados - DRCP;
d) Delegacia do Meio Ambiente - DEMA.

VII) Divisão Repressão Crimes contra Patrimônio - DICRIPA:
a) Delegacia de Roubos - 1º DR;
b) Delegacia de Repressão Roubo e Furto de Cargas - DFRC.

DENARC/RS

DENARC - Departamento Estadual de Investigação do Narcotráfico

Em 1995, no dia 27 de novembro, foi criado pelo Decreto nº 36.309 o DEPARTAMENTO ESTADUAL DE INVESTIGAÇÕES DO NARCOTRÁFICO - DENARC, órgão da execução da POLÍCIA CIVIL DO ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL/BRASIL e está subordinado diretamente ao Exmº. SR. Chefe de Polícia.
Sua atribuição é coordenar, fiscalizar e executar na área do Estado, em cooperação e concorrentemente com o DEPARTAMENTO DE POLÍCIA FEDERAL, órgão do MINISTÉRIO DA JUSTIÇA/BRASIL, as atividades referentes a polícia judiciária nos delitos de tráfico e uso indevido de substâncias entorpecentes ou que determinem dependências física ou psíquica.
Em 1997, no dia 13 de de março, com a edição do Decreto nº 37.301, o DENARC teve sua estrutura orgânica estabelecida, muito embora já tivesse atuando a exatamente um ano.
Em 2001, com suas Divisões estruturadas e definidas e em pleno funcionamento, o DENARC parte para a ampliação de suas atividades, através da busca do comprometimento dos demais Órgãos Policiais do MINISTÉRIO PÚBLICO, do PODER JUDICIÁRIO e da COMUNIDADE, numa perfeita parceira para o enfrentamento contra o crime organizado que atua na área do narcotráfico.
Na sua estrutura, dispõe o DENARC da DIVISÃO DE INFORMAÇÕES CRIMINAIS - DIC, que tem como atribuição fundamental o serviço de análise criminal. Além do processamento de informações relativos a ação de narcotraficantes, mantém atualizado o banco de dados, bem como subsidia à área operacional da DINARC, e, ainda as DIVISÕES REGIONAIS METROPOLITANAS (DRMs) e as DELEGACIAS REGIONAIS DE POLÍCIA (DRPs)
A DIVISÃO DE INVESTIGAÇÃO DE NARCOTRÁFICO - DINARC, tem a coordenação, operacionalidade e fiscalização, em âmbito estadual, das atividades de investigação de narcotráfico e executa esse trabalho através das cinco Delegacias Especializadas a ela subordinadas, tendo cada uma delas as seguintes áreas de atuação:

1ª Delegacia de Investigação do Narcotráfico - DN : Operações Especiais
2ª Delegacia de Investigação do Narcotráfico - DN : na Capital do Estado
3ª Delegacia de Investigação do Narcotráfico - DN : na Região Metropolitana
4ª Delegacia de Investigação do Narcotráfico - DN : no Interior do Estado
Delegacia de Polícia de Pronto Atendimento - DPPA

Esta Divisão mantém uma equipe especializada no manejo de cães farejadores, que atuam na busca incessante de drogas nas operações realizadas pelas Especializadas e em apoio aos demais Departamentos da Polícia Civil.
Além dessas duas Divisões voltadas à investigação propriamente dita, o Departamento conta ainda com uma DIVISÃO DE ASSESSORAMENTO ESPECIAL - DAE, vinculada ao Gabinete do Diretor, incumbida de dar assessoria nos assuntos de administração geral, jurídico, planejamento e técnico policiais, e com a DIVISÃO DE PREVENÇÃO E EDUCAÇÃO - DIPE, voltada ao desenvolvimento de programas, cursos e palestras de prevenção à disseminação do tráfico e uso de drogas, atividade esta que aproxima o DENARC da comunidade.
Este Departamento ostenta em seu emblema, além da tradicional estrela da Polícia Civil nas cores preto e branco, uma águia vermelha, com suas asas abertas, que simboliza o vigor e perspicácia que deve ter um Órgão que tem como função precípua o combate à atuação do crime organizado, em especial, o narcotráfico.