sexta-feira, 8 de julho de 2011

Trotes telefônicos atrapalham serviço policial

Em dois meses a Brigada Militar de Canguçu-RS recebeu 1884 telefonemas que não correspondiam a nenhuma ocorrência, os famosos “trotes”. Trote que é coisa de cavalo, uma boa definição para quem faz estas brincadeiras de mau gosto. Infelizmente é uma ação que acontece em todo o país.
Imagine a seguinte situação: Uma pessoa liga e faz esta brincadeira, informando uma falsa ocorrência. Um carro é deslocado para o atendimento e chega lá não existe nada do que é relatado. No mesmo momento liga você para uma ocorrência real, um assalto ou algo do gênero e ai você é informado que o carro que devia fazer o atendimento está na tal ocorrência que não era verdade. Por conta de uma brincadeira infantil e sem graça você deixa de ter o atendimento do agente de segurança.
Precisamos começar em nossos lares, com nossos filhos este ato básico de educação. É errado este tipo de ação. É a mais pura falta de educação. E quando digo educação, é aquela que vem de berço, não confundam com ensino que é dado em colégios. A culpa é dos pais que não orientam seus filhos de que isso é feio. Também cabe sim, aos professores mostrarem aos alunos que isso é errado.
Ensine que passar trotes é uma falta de respeito, é errado e pode causar grandes transtornos. É uma brincadeira muito sem graça! E Isso vale para Polícia e para os demais órgãos públicos e também para amigos, vizinhos, e outras pessoas e instituições.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Sua opinião sobre os textos e fatos divulgados no blog são muito importantes, por isso, serão analisadas e posteriormente, se estiverem de acordo com os temas, liberadas.
Forte abraço!!!