quinta-feira, 31 de maio de 2012

Ticionário de Alemón

Ticionário do Alemon te Xoinvfile, Xaracuá, Pomerode, Plumenau, Prusque, Ipirrama, e ATJACÊNCIAS
PANDA
– (s.f.) - É um crupo te amicos, que se xunta bara facer múcica. Norrmalmente, tem bor nome pandinha.

PAR
– (s.m.) - O mesmo que Potega, policho, armacem que serve pepidas e tira-costo, como toresmo, quecho, mortatela, ofo cocito, etc.

PARACO
– a(s.m.) - Habitaçon popre, humilte, sem áqua, sem luxa, sem borra nenhuma.

PARALHO
– (s.m.) - Xoco de cartas. Muito abreciato nos pares e caças te família.

PIA
– (s.f.) - No Brrasil tampém conhecita por lourra ou xelada. É um pepita veita a bartir do cevata, muito apreciata em pares e vestas.

PIÇAR
– a(v.) - Caminhar no grrama, caminhar no calçada; Ex.: Non piça no minha crama, vacapunto! 2) (g.) - Piçar no domate, icual a facer cagata.

PIZICLETA
– (s.f.) - Meio te transporte te tois rodas, com traçon humana. Tem bedais e coreia.

POI
– (s.m.) - Touro castrato, sem saca. Sem saca, non trépa. Non trepando, engorda. Gorrdo, é matado tom mareta.


POLZA
– (s.f.) - Pjeto que serfe bara caregar vários coisa. Tem vários dipos: polza te mulher, polza bara lixo, polza te subermercato e polza te açons financerras (que non sei que merrda é).


PUTIÁ
– (s.f.) - Lá no minha caza só o minha mulher é que costa de putiá. Eu e os minhas filhos non costamos de putiá porque é uma frutinho muito aceta, xeca a tar arrebio.

REBUCHO
– (s.m.) - Eveito ta maré, depos te bater no praia, os ontas foltam bara o mar.


TIARRÉIA
– (s.f.) - Tistúrbia dos tripas. Muito comum para quem come panana com gachasa e toresmo com chimaron, ou bepe pia xelada com linqüiça quende. É tão ruim o tiarréia, que teixa o xente suato e amarrelo. O xente diz pros mais íntimos: tô mixando pela cu, rapaiz.

XAROBE
- (s..m.) - Remétio xeralmente feito te erfas ou com mel e agrion. Muito inticato nos resvriados fortes, com muito tosse. 2) Intívituo chato, que costa te imbortunar, ou alco que não se coste. Ex.: A rátio ta Frida só toca músico xarobe!

XOTA
– (s.m.) - Técima letra to alfapeto.

XUNTO
– (adj.) - Acompanhato te alco ou alquém. Facer alcuma coisa com alquém. 2) - (v.) - Ato te xuntar alcuma coisa. Ex.: O Fritz xuntô a carta to paralho da chon.

ZIM
– (ex.) - O que diz pessoa que concorrda, aceida, deixa. Pessoa que sempre diz zim é conhecida bor concortino.

Autorr: Alemon te Xoinvfile

terça-feira, 15 de maio de 2012

Portal do TSE oferece acesso à consulta de título e situação eleitoral

A página principal do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) na internet dispõe da seção Serviços ao Eleitor, na qual o cidadão pode acessar diversos serviços oferecidos pela Justiça Eleitoral. Por meio do sistema on-line, o eleitor pode, por exemplo, solicitar certidões, como a de alistamento e de quitação eleitoral, consultar seu título eleitoral, o local onde vota e a sua situação eleitoral.

No Serviços ao Eleitor, o cidadão pode verificar como anda a situação de seu título, consultando por nome ou número do título. Já no link Situação Eleitoral, ele tem acesso a pendências que eventualmente possua com a Justiça Eleitoral.
Pelo Serviço, o interessado pode também, por meio do Disque-Eleitor, se conectar à Central do Eleitor do TSE, criada com o objetivo de tirar as dúvidas dos cidadãos relativas às eleições. Além disso, tem acesso aos telefones e aos e-mails de todos os Tribunais Regionais Eleitorais (TREs) para, se desejar, entrar em contato.
A seção Serviços ao Eleitor dispõe também de links nos quais o cidadão pode imprimir o requerimento de Justificativa Eleitoral, solicitar a restituição de multas eleitorais, acessar o sistema de consulta a zonas eleitorais e o Programa Mesário Voluntário.
A Carta de Serviços ao Eleitor, que tem por objetivo informar o cidadão sobre os serviços prestados pelo TSE, as formas de acesso a esses serviços e os respectivos compromissos e padrões de qualidade de atendimento ao público, também está disponível na seção.
A seção Serviços ao Eleitor pode ser acessada no menu lateral esquerdo da página inicial do portal do TSE (www.tse.jus.br).
EM/LC

quinta-feira, 10 de maio de 2012

Meus amores



Quando Deus olhou pra mim e disse: "Desce e arrasa" ele foi muito bom comingo. Colocou em meu caminho dois anjos incríveis. Terezinha Moreira e Nilso Pinz, minha mãe e meu pai, respectivamente.
As vezes faltam oportunidades de dizer o quanto vocês são importantes para mim. Obrigado por tudo!!!
Meus amores....

quarta-feira, 2 de maio de 2012

O Primeiro emprego

Ontem, quando era comemorado o dia do TRABALHO, entre tantas mensagens em redes sociais e homenagens uma frase me chamou a atenção. Não lembro o autor, mas dizia que devíamos nos remeter ao nosso primeiro emprego para fazer as devidas reflexões da data. Pois bem, vamos lá!
Meu primeiro emprego foi vendedor de raspadinha. Lá por 09 anos de idade. Eu adorava. No final de cada dia 10% do que vendia ficava comigo. E as vezes ainda pegava uma raspadinha para tentar a sorte também. Já estava com uma boa rede de clientes, principalmente os colegas de trabalho da minha mãe na Rádio Liberdade AM e em alguns comércios ao redor.
Este foi meu primeiro emprego. De lá pra cá nunca parei de trabalhar, graças a Deus. Pensava em ser tantas coisas e não me imaginava jornalista. Vejam só! E hoje, cá estou "jornalando". E com muita alegria.