sábado, 30 de novembro de 2013

Manutenção para voltar com novas postagens

Estou apagando algumas postagens antigas que ficaram desatualizadas e vou mudar o rumo do blog. A idéia sempre foi colocar meus atos nesse blog, atividades, pensamentos, e compartilhar com os leitores e também ler comentários que concordassem ou não com os pontos de vista apresentados. Isso acabou não ocorrendo com o passar do tempo.
Em breve novos textos.

quarta-feira, 13 de novembro de 2013

A cabana - depois de ler....

Ao chegar ao final do romance "A Cabana" recebi o desafio de comentar o livro. Em suas últimas páginas é feito este pedido. Eu gostei do livro. Comprei-o em uma feira de produtos que revertia a renda para uma ONG e o livro foi ficando dentro do carro. Antes de ler ainda emprestei a uma amiga que disse que o livro era uma "viagem". Isso despertou minha curiosidade. Foi ai que comecei a ler.
Em pouco tempo terminei a leitura. Intercalando com outras obras eu sempre ficava com aquele sentimento: "Vou ler mais um pedacinho da Cabana". E valeu a pena.
Na história Mack é casado com Nan, cristã convicta, teve três filhos. Durante um acampamento em família, uma tragédia acontece: Missy, a filha mais nova de Mack, é raptada e assassinada em uma cabana. É o que o livro define como "Grande Tristeza". Alguns anos após o crime, sem solução, Mack recebe um bilhete de "Papai", como sua esposa se refere a Deus e a partir daí vive uma situação incrível.
O livro é do canadense William P. Young, foi lançado em 2007 por uma editora criada estritamente com o propósito de publicar esta obra. Inicialmente o autor só pretendia doar alguns volumes deste enredo para amigos mais próximos, no Natal de 2005. A história, porém, teve uma recepção tão surpreendente que ele decidiu revelar seu conteúdo para dois produtores cinematográficos, Wayne Jacobsen e Brad Cummings. São mais de 12 milhões de cópias vendidas.
É necessário querer acreditar na história. É uma maneira diferenciada de perceber a divindade. Li críticas ao livro na internet de evangélicos, que sempre acham que sabem mais de Deus que os outros, e fiquei muito triste. O contato com Deus é individual, é único, vivenciado de cada um de cada maneira. Não creio na ideia de Deus coletivo, a varejo. Ou aquele Deus "malvadão" da Bíblia - que era uma constituição antiga para manter a ordem - que era vingativo e tal. Creio mais nesse Deus apresentado no livro. O livro, aliás, na história contada pode fazer muitos voltarem a ter um contato mais íntimo com a trindade. Recomendo a leitura.

terça-feira, 5 de novembro de 2013

Você sabia que pode recalcular seu FGTS?

Se você trabalha com carteira assinada desde 1999 ou após este período, atenção! O governo federal pode estar com boa parte do seu Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS). Isso porque a partir desta data a Taxa Referencial (TR), utilizada no cálculo dos juros do fundo, não tem acompanhado a inflação e a atualização monetária do país. Isso quer dizer que o valor do seu FGTS tem rendido menos do que deveria e que se outras taxas como o Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC) tivessem sido aplicadas, o valor do benefício dos trabalhadores brasileiros hoje seria maior do que o saldo atual. A diferença de valor depende de um grande cálculo com as variações das taxas ao longo do período e ainda não foi revelada, porém, estima-se que as perdas possam chegar a mais de 80%.

Veio à tona, as ações, recentemente quando o Supremo Tribunal Federal (STF) considerou inconstitucional a utilização da TR para correção de precatórios - documento que comprova dívida da Fazenda por conta de uma condenação judicial -, já que a taxa não acompanhava a inflação. Para exemplificar: alguém que tinha direito a receber R$ 10 mil há dez anos por uma ação judicial, com o reajuste pela TR agora teria cerca de R$ 13 mil, enquanto que pela inflação do país no mesmo período esse valor seria bem mais alto.

Sem considerar os juros de 3% ao FGTS, os cálculos indicam que um trabalhador que tinha R$ 1.000,00 na conta do Fundo em 1999, hoje, se corrigido pela TR, teria em torno de R$ 1.300,00. Já se a correção fosse feita com base no INPC o valor teria aumentado para R$ 2.580,00, uma diferença superior a 90%.

Cálculo do valor do FGTS hoje
8% do salário ao mês + juros de 3% + correção monetária com base na Taxa Referencial (TR)

Quem tem direito à revisão?
* Qualquer trabalhador brasileiro que tenha tido saldo no FGTS a partir de 1999.
* Aposentados e trabalhadores que já sacaram o FGTS também podem entrar com ação para que possam ter o valor a mais que teriam direito restituído.

Quanto você tem direito a receber?
Os valores dependem de caso a caso, de acordo com o período em que o trabalhador possuiu valores depositados no FGTS. Há casos em que a atualização chega a 88,3% do valor do fundo.

Documentos necessários para entrar com uma ação
* Cópia da carteira de trabalho (página onde está o número do PIS)
* Extrato do FGTS (Caixa Econômica Federal) a partir de 1991 ou ano posterior a este em que se iniciou o trabalho com carteira assinada 
* Cópia da carteira de identidade
* Cópia do CPF
* Comprovante de residência

O FGTS - O Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) é uma lei instituída em 1966 e criou uma conta na Caixa Econômica Federal, na qual o empregador deve depositar todos os meses o valor percentual de 8% sobre o salário. O valor só pode ser sacado quando o trabalhador terminar um contrato de trabalho, nas demissões sem justa causa, quando o trabalhador se aposentar, se tiver uma doença grave (como câncer ou Aids) e para comprar a casa própria entre outros casos.

Recomendo, para este tipo de ação, em Canguçu e Região de Pelotas o advogado Michel Funari (OAB 88.641)
Rua Tiradentes, 2406 - Centro (Pelotas/RS).
(53) 3273.2146 ou 8426.2946

domingo, 3 de novembro de 2013

será que estes chaveiros fazem sucesso?

Foto tirada na Passarela do álcool em Porto seguro (BA).
Por Maidana Idiarte

quarta-feira, 25 de setembro de 2013

Como escapar de mensagens publicitárias das operadoras de celular

Por determinação da Anatel, desde junho de 2012, qualquer usuário de celular pode escolher se quer continuar a receber mensagens publicitárias de sua operadora

terça-feira, 24 de setembro de 2013

Nas redes sociais, internautas praticamente só leem títulos de postagens

Quem trabalha com mídia tem a obrigação de ler o memorando que Jonah Peretti, diretor do site BuzzFeed, enviou aos funcionários. Jonah, 39, é graduado pelo MIT Media Lab, já passou pelo EyeBeam em Nova York (que pesquisa arte e tecnologia) e cofundou o "Huffington Post".
Jonah publicou o memorando direto em sua página do LinkedIn. O texto mistura marketing com diagnóstico do estado atual da economia da atenção.
O BuzzFeed pode falar do tema: em agosto o site atingiu 85 milhões de visitantes únicos mensais. O segredo, indica ele, foi evoluir junto com os hábitos dos usuários. Jonah não diz literalmente isso, mas o BuzzFeed parte da constatação de que quem está nas redes sociais lê praticamente apenas o título do que é compartilhado. O percentual de posts clicados e lidos na íntegra é pequeno.
Com isso, ele dá força aos títulos para chamar atenção. Por exemplo, o site publica listas cujo conteúdo beira o infame ("10 dicas de estilo para homens que nunca sairão de moda" ou "31 lições do filme Edward Mãos de Tesoura").
A quantidade de texto é sempre pequena, seja o que for. A prioridade são imagens e formas de consumo rápido. Publica-se muito: são centenas de posts diários competindo para se tornarem "virais". A estratégia dá certo e é copiada. Por exemplo, o site francês Melty.com segue a mesma linha e está prestes a entrar no Brasil.
A questão é saber se o modelo do BuzzFeed é sustentável, ou se ele também é um "meme", algo sujeito a desaparecer com a mesma velocidade com que conquistou atenção no passado. 

DE: FOLHA DE SÃO PAULO

PSB decide sair do governo do PT gaúcho

Seguindo os passos do Diretório Nacional, que entregou os cargos no Governo Dilma (PT)  no dia 18 de setembro - a Executiva Estadual do PSB/RS também está saindo do governo PTista de Tarso Genro no Rio Grande do Sul. A decisão da saída ocorreu em reunião realizada na noite de segunda-feira (23) na sede estadual em Porto Alegre. Dos 25 integrantes integrantes da direção partidária, 23 estiveram presentes.
Foto: Sérgio Neglia
De acordo com o deputado federal do partido Alexandre Roso (RS), a direção da legenda no Estado se reunirá com Tarso nesta terça-feira, com participação do presidente estadual da legenda, deputado federal Beto Albuquerque (RS), para formalizar a decisão de colocar os cargos à disposição.

Apesar de não participar mais do governo, o PSB reiterou que não está tomando essa atitude para migrar à oposição, mas para ter mais liberdade para tomar decisões envolvendo a participação nas próximas eleições.