sábado, 30 de novembro de 2013

Manutenção para voltar com novas postagens

Estou apagando algumas postagens antigas que ficaram desatualizadas e vou mudar o rumo do blog. A idéia sempre foi colocar meus atos nesse blog, atividades, pensamentos, e compartilhar com os leitores e também ler comentários que concordassem ou não com os pontos de vista apresentados. Isso acabou não ocorrendo com o passar do tempo.
Em breve novos textos.

quarta-feira, 13 de novembro de 2013

A cabana - depois de ler....

Ao chegar ao final do romance "A Cabana" recebi o desafio de comentar o livro. Em suas últimas páginas é feito este pedido. Eu gostei do livro. Comprei-o em uma feira de produtos que revertia a renda para uma ONG e o livro foi ficando dentro do carro. Antes de ler ainda emprestei a uma amiga que disse que o livro era uma "viagem". Isso despertou minha curiosidade. Foi ai que comecei a ler.
Em pouco tempo terminei a leitura. Intercalando com outras obras eu sempre ficava com aquele sentimento: "Vou ler mais um pedacinho da Cabana". E valeu a pena.
Na história Mack é casado com Nan, cristã convicta, teve três filhos. Durante um acampamento em família, uma tragédia acontece: Missy, a filha mais nova de Mack, é raptada e assassinada em uma cabana. É o que o livro define como "Grande Tristeza". Alguns anos após o crime, sem solução, Mack recebe um bilhete de "Papai", como sua esposa se refere a Deus e a partir daí vive uma situação incrível.
O livro é do canadense William P. Young, foi lançado em 2007 por uma editora criada estritamente com o propósito de publicar esta obra. Inicialmente o autor só pretendia doar alguns volumes deste enredo para amigos mais próximos, no Natal de 2005. A história, porém, teve uma recepção tão surpreendente que ele decidiu revelar seu conteúdo para dois produtores cinematográficos, Wayne Jacobsen e Brad Cummings. São mais de 12 milhões de cópias vendidas.
É necessário querer acreditar na história. É uma maneira diferenciada de perceber a divindade. Li críticas ao livro na internet de evangélicos, que sempre acham que sabem mais de Deus que os outros, e fiquei muito triste. O contato com Deus é individual, é único, vivenciado de cada um de cada maneira. Não creio na ideia de Deus coletivo, a varejo. Ou aquele Deus "malvadão" da Bíblia - que era uma constituição antiga para manter a ordem - que era vingativo e tal. Creio mais nesse Deus apresentado no livro. O livro, aliás, na história contada pode fazer muitos voltarem a ter um contato mais íntimo com a trindade. Recomendo a leitura.

terça-feira, 5 de novembro de 2013

Você sabia que pode recalcular seu FGTS?

Se você trabalha com carteira assinada desde 1999 ou após este período, atenção! O governo federal pode estar com boa parte do seu Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS). Isso porque a partir desta data a Taxa Referencial (TR), utilizada no cálculo dos juros do fundo, não tem acompanhado a inflação e a atualização monetária do país. Isso quer dizer que o valor do seu FGTS tem rendido menos do que deveria e que se outras taxas como o Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC) tivessem sido aplicadas, o valor do benefício dos trabalhadores brasileiros hoje seria maior do que o saldo atual. A diferença de valor depende de um grande cálculo com as variações das taxas ao longo do período e ainda não foi revelada, porém, estima-se que as perdas possam chegar a mais de 80%.

Veio à tona, as ações, recentemente quando o Supremo Tribunal Federal (STF) considerou inconstitucional a utilização da TR para correção de precatórios - documento que comprova dívida da Fazenda por conta de uma condenação judicial -, já que a taxa não acompanhava a inflação. Para exemplificar: alguém que tinha direito a receber R$ 10 mil há dez anos por uma ação judicial, com o reajuste pela TR agora teria cerca de R$ 13 mil, enquanto que pela inflação do país no mesmo período esse valor seria bem mais alto.

Sem considerar os juros de 3% ao FGTS, os cálculos indicam que um trabalhador que tinha R$ 1.000,00 na conta do Fundo em 1999, hoje, se corrigido pela TR, teria em torno de R$ 1.300,00. Já se a correção fosse feita com base no INPC o valor teria aumentado para R$ 2.580,00, uma diferença superior a 90%.

Cálculo do valor do FGTS hoje
8% do salário ao mês + juros de 3% + correção monetária com base na Taxa Referencial (TR)

Quem tem direito à revisão?
* Qualquer trabalhador brasileiro que tenha tido saldo no FGTS a partir de 1999.
* Aposentados e trabalhadores que já sacaram o FGTS também podem entrar com ação para que possam ter o valor a mais que teriam direito restituído.

Quanto você tem direito a receber?
Os valores dependem de caso a caso, de acordo com o período em que o trabalhador possuiu valores depositados no FGTS. Há casos em que a atualização chega a 88,3% do valor do fundo.

Documentos necessários para entrar com uma ação
* Cópia da carteira de trabalho (página onde está o número do PIS)
* Extrato do FGTS (Caixa Econômica Federal) a partir de 1991 ou ano posterior a este em que se iniciou o trabalho com carteira assinada 
* Cópia da carteira de identidade
* Cópia do CPF
* Comprovante de residência

O FGTS - O Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) é uma lei instituída em 1966 e criou uma conta na Caixa Econômica Federal, na qual o empregador deve depositar todos os meses o valor percentual de 8% sobre o salário. O valor só pode ser sacado quando o trabalhador terminar um contrato de trabalho, nas demissões sem justa causa, quando o trabalhador se aposentar, se tiver uma doença grave (como câncer ou Aids) e para comprar a casa própria entre outros casos.

Recomendo, para este tipo de ação, em Canguçu e Região de Pelotas o advogado Michel Funari (OAB 88.641)
Rua Tiradentes, 2406 - Centro (Pelotas/RS).
(53) 3273.2146 ou 8426.2946

domingo, 3 de novembro de 2013

será que estes chaveiros fazem sucesso?

Foto tirada na Passarela do álcool em Porto seguro (BA).
Por Maidana Idiarte