terça-feira, 23 de setembro de 2014

Quantos e qual é o perfil dos brasileiros que usam internet?

Mais da metade dos brasileiros já está conectada à internet. Segundo dados divulgados nesta quinta-feira, dia 18, pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), a proporção de internautas no país passou de 49,2%, em 2012, para 50,1%, em 2013, do total da população. As informações fazem parte da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (Pnad) referente a 2013.

De acordo com o IBGE, o Brasil ganhou 2,5 milhões de internautas (2,9%) entre 2012 e 2013, totalizando aproximadamente 86,7 milhões de usuários de internet com 10 anos ou mais. As mulheres são 51,9% do total. A taxa de crescimento, no entanto, é a menor registrada pela Pnad: entre 2011 e 2012, ela foi de 6,9%; entre 2009 e 2011, 14,8%; e de 2008 para 2009, 21,6%.

Em um recorte da Pnad a partir de grupos de idade, pessoas entre 15 e 17 anos e de 18 a 19 anos registraram os maiores índices de internautas em 2013, com 76% e 74,2%, respectivamente. Já na faixa etária entre 40 e 49 anos, 44,4% do total acessa a internet. Apenas 21,6% de quem tem mais de 50 anos se conecta à web.

Sudeste, Sul e Centro-Oeste estão acima da média nacional
Em 2013, as regiões Sudeste (57,7%), Sul (54,8%) e Centro-Oeste (54,3%) tiveram proporções de internautas superiores à média nacional de 50,1%. O Norte, com 38,6% do total da população, e o Nordeste, com 37,8%, ficaram abaixo. Todas as regiões brasileiras registraram crescimento de internautas em 2013, com destaque para o Nordeste (4,9%) e o Sul (4,5%). O Sudeste (2,2%), o Centro-Oeste (1,3%) e o Norte (0,4%) aparecem em seguida.

Houve crescimento de 8,8% nos domicílios com computadores. No Nordeste, o aumento foi de 14,0%, com 686,6 mil no total. Em 2013, dos 32,2 milhões de domicílios com computador em casa, 28,0 milhões estavam com acesso à Internet. No Sul, o crescimento foi de 14,7% no número de computadores com acesso à Internet: total de 50% das unidades domiciliares.

Fonte: G1 (pesquisa IBGE)

segunda-feira, 22 de setembro de 2014

Provérbios 31-8


Onde colocamos a luz? - Lc 8,16-18

“Ninguém acende uma lâmpada para escondê-la debaixo de uma vasilha ou colocá-la debaixo da cama; ela é posta no candelabro, a fim de que os que entram vejam a claridade. Ora, nada há de escondido que não venha a ser descoberto. Nada há de secreto que não venha a ser conhecido e se tornar público. Olhai, portanto, a maneira como ouvis! Pois a quem tem será dado, e a quem não tem, até aquilo que julga ter lhe será tirado!”

sexta-feira, 19 de setembro de 2014

Predileção por Pessoas com passado duvidoso

É incrível a questão envolvendo o voto. Parece que o fator "Problemas na Justiça e Passado Questionável" são fatores importantes para uma eleição. Pelo menos é o que o eleitorado passa. Este mesmo eleitorado que depois reclama dos políticos mas neles vota.
Vejam o caso do candidato José Roberto Arruda (PR). Impedido de concorrer por ser considerado "ficha suja" nestas eleições ele LIDERAVA as pesquisas eleitorais do Distrito Federal onde concorria ao governo. Ele apareceu em rede nacional recebendo propina no famoso "Mensalão do DEM". Estava lá nas filmagens. E mesmo assim era o preferido pela população do estado.
Ouvia atentamente uma crônica no rádio onde falavam que em pesquisas aparecem Tiririca e Maluf como os possíveis candidatos a deputado federal mais votados do país. Um palhaço que disse que não tem ideia do que um deputado faz, passou quatro anos recebendo dinheiro público, não fez nada e ainda fez piada disso e os otários rindo e votando enquanto ele enche os bolsos. O Maluf, bem é o Maluf não vou perder tempo falando nada, nem precisa.
Portanto quem mantém essa gentalha (Kikoo) toda lá, são os eleitores. Até quando o eleitorado vai apoiar este tipo de conduta? É  para poder reclamar depois? Só pode!
Eu sonho muito por uma virada, quando os bons tomarão conta. Mas me parece muito distante...muito mesmo...
 

domingo, 14 de setembro de 2014

Site compara propostas de 1989, primeira eleição direta do País, com a de 2014

Um site está propondo uma reflexão sobre as eleições presidenciais com uma pitada de humor. A página O Mesmo Discurso compara frases de políticos ditas nas campanhas presidenciais de 1989 e de 2014 e desafia o leitor a descobrir em qual ano elas foram ditas.
Embora pareça fácil em um primeiro momento, a ideia do site é justamente provar que nem sempre é assim. Você saberia dizer em qual ano as frases "Defendo um maior papel do Estado na economia" e "Vamos realizar um conjunto de auditorias para fiscalizar as empresas estatais" foram ditas?
A frase é apresentada e, em seguida, há duas opções para serem escolhidas, respectivas ao ano em que teriam sido ditas. Após apresentar se a escolha foi certa ou errada, a página O Mesmo Discurso ainda revela quem foi o autor da declaração.
 
Ficou curioso para fazer o teste? Acesse http://www.omesmodiscurso.com.br e descubra o quanto você sabe se as coisas mudaram (ou não) nos últimos 25 anos.

quarta-feira, 10 de setembro de 2014

Carlos Bezerra Jr.

Faz algum tempo que analiso o trabalho do vereador e, nos últimos quatro anos deputado, Carlos Bezerra Jr. 
Parlamentar do PSDB de São Paulo ele leva suas convicções cristãs para o parlamento e defende algo que eu acredito ser o ideal na política e na vida: "Fé sem obra é morta!! Política que não muda a vida das pessoas é igual é morta também".
Bezerra Jr. é autor de diversas leis que interferem diretamente na humanização da população de seu estado sendo reconhecido pela ONU. 
Parece, numa análise breve, um bom exemplo de boa política. Médico, filho de pastor evangélico e que se baseia nos passos do Mestre Jesus mostra o comprometimento que deveria ter todo aquele que é um ente público e que se coloca a serviço de uma comunidade.
Gostaria, muito, de conhecê-lo um dia e poder dizer isto pessoalmente. Quem sabe!

terça-feira, 9 de setembro de 2014

Campanha pelo fim do político profissional

Está rolando nas redes sociais uma campanha com uma petição on-line recolhendo assinaturas para o fim dos políticos de carreira que fazem de constantes reeleições suas garantias de bolsos cheios de dinheiro do contribuinte.

Com base na necessidade de uma reforma eleitoral o grupo pede que se divulgue a campanha e assine. Eu assinei. E estou, agora, também divulgando.
Entre no site e conheça esta importante campanha clicando AQUI


segunda-feira, 1 de setembro de 2014

Entrevista com Vereador Fininho

Na tarde desta segunda-feira (01) entrevistei o vereador Cledemir Gonçalves, o Fininho (PSDB). Ouça o bate-papo realizado durante o programa "Liberdade Notícias - 2ª Edição" apresentado por mim na Rádio Liberdade AM: