quinta-feira, 29 de janeiro de 2015

Somos luz - Mc 4, 21-25

Jesus dizia-lhes: “Será que a lâmpada vem para ficar debaixo de uma caixa ou debaixo da cama? Pelo contrário, não é ela posta no candelabro? De fato, nada há de escondido que não venha a ser descoberto; e nada acontece em segredo que não venha a se tornar público. Quem tem ouvidos para ouvir, ouça!”. Jesus dizia-lhes: “Considerai bem o que ouvis! A medida que usardes para os outros, servirá também para vós, e vos será acrescentado ainda mais. A quem tem, será dado; e a quem não tem, será tirado até o que tem”.

terça-feira, 13 de janeiro de 2015

Entrevista com Presidente da Câmara de Canguçu (2015)

Entrevista com Vereador Rudinei Jacondino para a Rádio Liberdade AM.
Confira:

Locutor de rádio, fotojornalista e repórter de jornal estão em top 10 de profissões estressantes

Trabalhar com a produção de notícias pode ser tarefa prejudicial ao sistema nervoso, ao menos é o que sinaliza a pesquisa promovida pelo site CareerCast, cujos resultados foram divulgados nesta semana. Na lista das 10 profissões mais estressantes para quem mora nos Estados Unidos, alvo do estudo, três são ligadas ao meio da comunicação: locutor de rádio, fotojornalista e repórter de jornal.

Entre as funções jornalísticas citadas, a menos bem avaliada é a de locutor de rádio, que figura na sétima posição do ranking. De acordo com a CareerCast, profissionais da área são cobrados por atuarem sob os “olhos do público”. De acordo com os organizadores do estudo, quem atua no dia a dia à frente dos microfones de uma emissora radiofônica tem média de salário anual de US$ 60,07. A taxa de estresse, item que define as posições, é de 50.30.

Duas posições atrás da função de locutor de rádio, fotojornalista tem o nível de stress pontuado em 49.22, com salário anual médio de US$ 42,53. Ao falar do setor, a equipe do ranking destacou a coragem de quem lida com imagens. “Você já viu uma foto de tirar o fôlego em seu jornal ou site e se perguntou como aquilo foi capturado? Agradeça a um fotojornalista que arrisca a sua própria segurança para registrar momentos importantes em notícia e história, preservando-os para sempre”.

Na décima colocação do levantamento definido pelo CareerCast, repórter de jornal tem a média dos ganhos anuais 38,26% menor que o salário de um locutor de rádio, recebendo US$ 37,09. A taxa de estresse é avaliada em 48.76. Ao falar da função, os responsáveis pelo top 10 de apostas de profissões estressantes em 2015 chamaram a atenção justamente para os “baixos salários” da área, além da ameaça de ser demitido. “Essa é a vida diária de um repórter de jornal, que faz tudo ao mesmo tempo com prazos exigentes”, observa a pesquisa.
Tô ralado...

Confira, abaixo, a lista completa do CareerCast com as profissões estressantes:

10°- Repórter de jornal
9°- Fotojornalista
8°- Coordenador de eventos
7°- Locutor de rádio
6°- Ator
5°- Policial
4°- Polito de avião
3°- General militar
2°- Militar alistado
1°- Bombeiro

quinta-feira, 1 de janeiro de 2015

Conserta-se quase tudo...

Dizem que no interior de Canguçu havia uma oficina no interior. No local não havia conserto somente de veículos, mas de tudo que desse problema. Afinal era difícil achar "recurso" para arrumar algo em um local distante da zona urbana e recorria-se a este tipo de local onde o proprietário era estilo "Professor Pardal" e faz tudo. Na placa de identificação da oficina estava escrito, a mão com um pedaço de carvão: "Conserta-se quase tudo".
Certa vez um avião passava pelos céus de Canguçu e precisou realizar  um pouso de emergência. O piloto verificou que a hélice estava ste.e soltando. Ficou apavorado. Parado em um campo em Canguçu não sabia o que fazer.
Uma pessoa, moradora onde ocorreu o pouso disse:
" - Tem um cara que arruma as coisas aqui perto, pode te ajudar".
Foram até o homem e explicaram a situação. Prontamente ele foi até a oficina pegou um parafuso e uma polca de carroça e foram até o local. Lá chegando o homem apertou daqui e dali e pronto. Avião decolou tranquilamente.
Orgulhoso do feito o Canguçuense chegou em casa e foi logo acrescentando na placa: "Conserta-se quase tudo...inclusive avião!".