sexta-feira, 31 de julho de 2015

GOLPE NOS RADIALISTAS BRASILEIROS


Nos últimos meses os radialistas têm enfrentado uma onda de invasores no mercado de trabalho sem nenhuma qualificação profissional para o exercício da função, com um agravante, que esses indivíduos que se dizem radialistas estão sendo colocados por quem deveria defender a categoria e lutar pelo cumprimento da legislação que regulamenta a profissão em todas as formas. 
Não é possível admitir que sindicatos ou federação façam cursos para atender os interesses dos patrões em detrimento ao sofrimento e achatamento salarial dos radialistas. A FITERT e seus sindicatos filiados não admitirão que sindicatos ou federações invadam sua base de representação para golpear e enganar a sociedade ou os trabalhadores com cursos fantasmas que não profissionalizam para atuar como radialistas os profissionais detidamente regulamentados na forma da lei 6.615/78 e seus decretos.
ILEGALIDADE DE REPRESENTAÇÃO E PROCESSO
A FENARTE não representa os radialistas do estado da Bahia e de Sergipe, bem como de vários outros estados, pois os sindicatos são filiados à FITERT, e sendo assim, todos os radialistas que estão nestes estados são representados pela FITERT. Os cursos feitos pela FENARTE são ilegais. Para proteger os radialistas regulamentados e na luta por uma formação e capacitação técnica que atenda à necessidade dos trabalhadores conforme previsto na lei 6.615/78 e o catálogo nacional de cursos técnicos do Ministério da Educação. A FITERT no combate ao golpismo e à fraude contra a categoria entrou com ação na justiça do trabalho em Brasília contra a FENARTE para que deixe de praticar atos ilegais contra os trabalhadores: processo nº 0000869-19.2015.5.10.0006-Brasilia Recte: FEDERACÃO INTERESTADUAL TRAB EMPRESAS RADIODIFUSAO E TV Recdo: FENARTE - FEDERACAO NAC DOS RADIAL PROFIS E DOS TRAB EM RTV.
DEFENDER A PROFISSÃO E OS PROFISSIONAIS É NOSSA MISSÃO
A FITERT e seus sindicatos filiados buscarão o cancelamento de todos os registros profissionais emitidos através dos cursos ministrados pela FENARTE e seus agentes. Os registros emitidos pela Superintendência Regional do Trabalho de Tocantins com os certificados de conclusão de cursos será alvo de ação judicial por entender que essa é uma prática criminosa contra a legislação que regulamenta da profissão dos radialistas e fere o princípio da territorialidade e da representação sindical. 
Fonte: FITERT – Federação dos Radialistas - CUT BRASIL - UNI-Global Union

terça-feira, 28 de julho de 2015

MrPi e ..MrPinz!!

Mandei o e-mail abaixo pro pessoal do "Pretinho Básico", da Atlântida. Mas nunca leram..rsssrs.. resolvi compartilhar aqui então:

A história desse dia foi muito legal. Pi fez um show aqui em Canguçu. E por eu ter cabelos, cavanhaque, estatura e beleza semelhantes a do Pi me apelidaram de MrPinz (que carrego até hoje). Eu grudei no Pi que nem carrapato. Tinhamos uma rádio Comunitária e ele foi dar entrevista na emissora e eu ali "carrapateando". Passamos por uma construção e os pedreiros pararam para olhar o Pi com sua vestimenta característica. Eu disse pra ele "Tu deve tá te sentindo a Rita Cadilac destes caras agora, né? Tudo te olhando". Ele deu uma risadinha e eu pensei "Que merda essa que eu Falei santa Atlântida". Mas não é que no outro dia no programa ele citou o fato??? Fiquei me achando e a galera toda ouviu durante muito tempo me paravam na rua pra dizer que o Mr Pi contou a história do MrPinz no ar.  Era tempo do 'Mirc" e lembro nos bate-papos que cheguei a ganhar status de administrador de várias salas porque achavam que eu era 'O brother" do Pi..kkkk.  Mas foi muito legal. Desejo muito sucesso a todos vocês e gostaria de um tia encontrar o Pi e atualizar a foto já que não temos mais os cabelos restando apenas nossa beleza característica. Forte abraço, Fiquem com Deus!


Histórias do Rádio: Não sou essa ai, não..

Uma jovem cantora falava de sua participação em um festival de música tradicionalista gaúcha. Entre o bate-papo com locutor - que demorou até revelar o nome da cantora lá no meio da entrevista - disse:
"Luciana, será que temos alguma gravação sua no computador ai para rodar no ar?"
A moça respondeu que achava que não por nunca ter gravado, porém poderia ter algo relativo a participação em algum festival no município.
Ai o operador entrou no ar e disse:
"Achei uma música tua". A moça ficou espantada e o operador de som foi subindo o som e nisso começou a tocar uma música da cantora Luciana Mello (filha de Jair Rodrigues). E menina interrompeu dizendo:
"Não , não essa ai é filha do Jair...", disse meio sem jeito....enquanto tocava aquela música "É assim que se faz.. é assim que se amaaaa"..
Bom pelo menos descobri que o sobrenome da menina era Melo também..


terça-feira, 21 de julho de 2015

Fé sem obras é morta Tiago 2:14-26


14 Meus irmãos, que interessa se alguém disser que tem fé em Deus, e não fizer prova disso através de obras? Esse tipo de fé não salva ninguém. 15 Se um irmão ou irmã sofrer por falta de vestuário, ou por passar fome, 16 e se vocês lhe disserem: “Procure mas é viver pacificamente, e vá­se aquecendo e comendo como puder”, e se não lhe derem aquilo de que ele precisa para viver, uma tal resposta fará algum bem? 17 Assim também a fé cristã, se não se traduzir em actos, é morta em si mesma.

18 Poderá até dizer­se: “Você tem a fé; mas eu tenho obras. Mostre­me então a sua fé sem obras. Porque eu dou­lhe a prova da minha fé, através das minhas boas obras!”

19/20 Você crê que há um só Deus? Está muito certo. Mas lembre­se que os demónios também crêem o mesmo, e tremem. Você é uma pessoa bem insensata se não conseguir compreender que a fé sem actos de nada vale.

21 Não mostrou o nosso pai Abraão que era justo através dos seus actos, ao oferecer a Deus o seu filho, Isaque, sobre um altar? 22 Como vê, na sua vida a fé e as obras actuaram conjuntamente. A fé completou­se através dos actos. 23 Foi por isso que as Escrituras dizem: “Abraão creu em Deus, e o Senhor o declarou justo”.E foi chamado o amigo de Deus. 24 Estão a ver então que uma pessoa é considerada justa aos olhos de Deus pelo que faz, e não só por crer.

25 Outro exemplo disso é Raabe, aquela mulher de má conduta. Ela foi salva por aquilo que fez, pois não teve medo de esconder os espias e ajudou­os a escaparem­se por outro caminho. 26 Tal como o corpo está morto se não há espírito nele, assim também a fé sem obras está morta.

quinta-feira, 9 de julho de 2015

domingo, 5 de julho de 2015

Entrevista com deputada Liziane Bayer (PSB-RS)


Novo projeto: São Lourenço do Sul em FOCO

Fotos: Maidana Idiarte/São Lourenço do Sul EM FOCO

As ruas de São Lourenço do Sul ganharam um colorido diferente no final do mês de Junho. O Site São Lourenço do Sul em Foco saiu do virtual para chegar cada vez mais perto dos leitores.
Com colocação de cartazes, distribuição de folhetos, e um bate-papo com os Lourencianos expressamos a verdadeira função do site que é levar informação diária sobre São Lourenço do Sul, sem precisar esperar para saber os fatos de nossa Pérola da Lagoa.
Nos ajude na manutenção do site enviando informações sobre sua comunidade religiosa, partido político, time de futebol, associação de bairro, ou outra entidade, para o e-mail gutopinz@yahoo.com.br e divulgue o mais novo canal de informação sobre nossa cidade.
Até o momento desta postagem estamos com 421 matérias sobre São Lourenço do Sul e região publicadas. Uma média de acessos que aumenta diariamente próximo dos mil acessos diários.






sexta-feira, 3 de julho de 2015

Rádio é o veículo de comunicação mais abrangente do Brasil, revela pesquisa

Levantamento do Instituto Ibope Media mostrou que o rádio ainda é o meio de comunicação mais abrangente e preferido dos brasileiros. A pesquisa indica que 52 milhões de cidadãos são atingidos pelo veículo.
O estudo foi feito em 13 regiões metropolitanas, entre elas São Paulo (SP), Rio de Janeiro (RJ), Belo Horizonte (MG), Porto Alegre (RS) e Salvador (BA). Os dados apontam que o número significa 89% da população das regiões pesquisadas.
Foto: Augusto Pinz

De acordo com o Meio&Mensagem, o índice de brasileiros que ouvem rádio é equivalente ao de países como Canadá e Espanha. O pico de audiência em um dia é entre 10h e 11h, alcançando cerca de 37 milhões de ouvintes, cerca de 64%, de pessoas nas regiões pesquisadas.

Outro item identificado pelo Ibope foi o conteúdo consumido pela população. O resultado é que 70% dos ouvintes consomem qualquer tipo de informação, enquanto 50% ouvem noticiário local, outros 40% preferem o nacional. Programas esportivos são ouvidos por 14% das pessoas e os programas religiosos atingem cerca de 17% dos cidadãos.

Cerca de 91% das 52 milhões de pessoas que ouvem rádio afirmam que optam por ouvir música, sendo que o sertanejo é o estilo preferido, com uma abrangência de 47%.

PORTAL IMPRENSA