sábado, 28 de maio de 2016

Os 5 compromissos

✤ Os cinco compromissos:
1. Seja impecável com a sua palavra. As palavras tem imenso poder e não devem ser usadas de modo leviano. Diga apenas aquilo em que acredita e use corretamente sua energia.
2. Não leve nada para o lado pessoal. Quando alguém fala de você, está na realidade expondo a si mesmo. Aprenda a se tornar imune às opiniões alheias.
3. Não tire conclusões. Atenha-se apenas à realidade imediata e concreta. Seja sempre claro e transparente; ignore o que há de nebuloso ou mal-explicado.
4. Sempre dê o melhor de si. Em qualquer circunstância, faça o melhor que puder.
5. Seja cético, mas aprenda a ouvir. Confie em si mesmo e em ninguém mais. Aproveite-se da dúvida para questionar tudo o que ouvir.✤
Don Miguel Ruiz, O quinto compromisso

quarta-feira, 25 de maio de 2016

10 melhores e piores profissões para 2016

O ranking anual do CareerCast.com, site norte-americano especializado em empregos, colocou cientista de dados no topo da lista de melhores profissões nos Estados Unidos em 2016. Em último lugar ficou o repórter de jornal. A lista tem no total 200 atividades profissionais.
O levantamento toma como base para eleger as melhores e piores profissões 5 critérios: demandas físicas, ambiente de trabalho, renda, estresse e perspectivas de contratação. Para compilar o ranking, a empresa usou principalmente dados do Centro de Estatísticas do Trabalho e de outras agências do governo norte-americano.

A profissão de cientista de dados lidera a lista de melhores profissões com salário médio anual de US$ 128.240. O atuário liderava o ranking no ano passado e caiu para a 10ª colocação.

10 MELHORES PROFISSÕES PARA 2016
1) Cientista de dados - salário médio anual: US$ 128.240
2) Estatístico - salário médio anual: US$ 79.990
3) Analista de segurança da informação - salário médio anual: US$ 88.890
4) Audiologista - salário médio anual: US$ 73.060
5) Médico de diagnóstico ultrassonografista - salário médio anual: US$ 62.540
6) Matemático - salário médio anual: US$ 103.720
7) Engenheiro de software - salário médio anual: US$ 97.990
8) Analista de sistemas da computação - salário médio anual: US$ 82.710
9) Fonoaudiólogo - salário médio anual: US$ 71.550
10) Atuário - salário médio anual: US$ 96.700
"Tô ralado"

10 PIORES PROFISSÕES PARA 2016
1) Repórter de jornal - salário médio anual: US$ 37.200
2) Lenhador - salário médio anual: US$ 35.160
3) Locutor de rádio - salário médio anual: US$ 37.200
4) DJ - salário médio anual: US$ 29.010
5) Militar alistado - salário médio anual: US$ 27.936
6) Trabalhador de controle de pragas - salário médio anual: US$ 30.660
7) Vendedor no varejo - salário médio anual: US$ 21.670
8) Publicitário (venda de publicidade) - salário médio anual: US$ 47.890
9) Taxista - salário médio anual: US$ 23.210
10) Bombeiro - salário médio anual: US$ 45.970

Bate-Papo na Escola Victor Marques Porto, em Canguçu



segunda-feira, 23 de maio de 2016

Campanha permanente de arrecadação de fraldas no Hospital Escola

O Hospital Escola da Universidade Federal de Pelotas é considerado um centro regional de referência na área da saúde, com destaque para o tratamento do câncer, AIDS, gestação de alto risco e prematuros de extremo baixo peso, recebendo pacientes para internação e tratamento exclusivamente pelo SUS. Grande parte destes pacientes necessita de apoio material durante a internação hospitalar. Esse apoio é oferecido, quando possível, através de doações da comunidade que, espontaneamente, contribui com a instituição na ajuda aos mais necessitados.
Assim, o Hospital Escola solicita o apoio da comunidade através da doação de fraldas pediátricas e geriátricas para suprir a necessidade dos pacientes. As doações podem ser entregues diretamente no Serviço de Ouvidoria do HE, rua Prof. Araújo, 538, Pelotas/RS.

O Hospital Escola, em nome de seus pacientes, agradece desde já o importante gesto.
Saiba mais CLICANDO AQUI

Já fez sua doação de sangue?

O que tu faz para transformar o mundo? O que tu faz para torna-lo um lugar melhor? Comece com um gesto simples, doe amor, doe vida, doe sangue!
O que é necessário para doar?

*Menores de 18 anos deverão estar acompanhados pelos pais ou responsável legal no momento da doação;
*Não ter ingerido bebidas alcoólicas nas 12 horas anteriores à doação;
*Não estar em jejum, mas com alimentação não gordurosa;

DOE SANGUE, DOE VIDA

sexta-feira, 20 de maio de 2016

Construção de imagem é feita com três coisas: suor, suor e suor

Patrícia Casseano*

"Você consegue colocar minha empresa no Jornal Nacional?". 

"Quero ser entrevistado pelo Jô".

Em 10 anos à frente de uma assessoria de imprensa, as frases acima foram recorrentes em minhas conversas com clientes. Durante esta longa jornada, consegui que eles fossem pauta tanto em um como no outro. Mas não sem antes trabalhar. E muito.
Com a chegada das mídias sociais, há uma errônea sensação de que tudo agora é mais fácil na comunicação. É mais fácil virar pauta no JN, é mais fácil ser capa da VEJA, é mais fácil ser entrevistado na TV, etc., simplesmente porque se tem um perfil com um bom número de seguidores. Ledo engano. Não é mais fácil, é mais difícil.
Muitos pensam: a comunicação se democratizou, agora as empresas e consultores possuem mais canais para contatar os jornalistas e virarem notícia. Pois é exatamente por isso que quem quer virar notícia precisa de ajuda profissional.
Sim, há um poder maior na mão de cada um. Todos nós viramos mídias com nossos dispositivos móveis de última geração. Você pode começar uma transmissão ao vivo no Facebook para seus fãs agora mesmo. Ainda assim, é preciso um olhar profissional por trás de tudo isso, um planejamento.
De todos os empreendedores que são entrevistados na TV, de todos os fundadores de startups que são capas de revistas, quantos desses você acha que alcançaram tal feito sem assessoria de imprensa? A resposta, garanto, é mínima.
E não há facilidade neste trabalho. É preciso integração, planejada e executada por profissionais. Você colocaria um sobrinho bom em matemática para ser o porta-voz de seu departamento financeiro? Não? Então por que colocá-lo para cuidar da página de seu Facebook? Você está apto para montar o plano de comunicação integrado de sua empresa? Não? Então por que você se aventura em preparar o release de seu próprio negócio? É preciso planejamento integrado, que tem muito mais chance de ser bem feito pelos profissionais da área.
Além disso, pense em longo prazo. Saiba que o relacionamento com os veículos de imprensa demanda tempo, mas depois gera resultados sustentáveis. Lembre-se que quem quer tudo para ontem não vive o amanhã. E isso vale - e muito - para a comunicação. Construção de imagem não se faz de uma hora para outra. 
É difícil imaginar a Coca-Cola e o Natal separados? A Nike e os exercícios físicos afastados? Pois é. E isso levou bastante tempo. O motivo é simples: planejamento e esforço no trabalho de comunicação. 
Quer um exemplo nacional? Omo é uma marca poderosa nos dias de hoje, mas a constante renovação foi essencial para que ela se mantivesse na mídia. Já foi Omo Cores, Dupla Ação, Progress, Ultra, líquidos, etc. Em outras palavras, não basta aparecer na mídia uma vez, é preciso construir sua imagem de maneira sólida para que possa voltar à mídia. Esse é o ponto. 
E para isso, certamente, você precisa do trabalho de quem entende. Caso contrário, sua passagem pela imprensa será fugaz, sem condições de se reinventar, de inovar para ser lembrado de novo, para ser porta-voz mais uma vez.
Mencionei que a construção de imagem é feita de três coisas: suor, suor e suor. Arrisco a colocar mais um componente: profissionalismo. Lembre-se disso quando quiser ver sua empresa ou você mesmo virando notícia.
*Jornalista e Diretora-executiva do Grupo Image.